Checklist para Análise de Riscos na Cadeia de Suprimento

Publicado em 30/03/2007 por Luiz de Paiva em Risco



A análise de riscos é uma atividade essencial para qualquer projeto na cadeia de suprimento. Devem-se entender os problemas que podem interromper ou dificultar a movimentação de produtos dentro do planejado, e criar planos de ação e contingência para cada caso de maior probabilidade e impacto.

A seguir está uma lista de categorias e riscos que devem ser avaliados. Esta lista não é completa, certamente existirão outros riscos que podem se aplicar em seu caso específico. Portanto, gostaria de saber a opinião dos leitores sobre outras categorias de riscos.

1. Problemas de Fornecedor

  • Financeiros: Qual é a segurança financeira do fornecedor? Existe risco de que lhe falte capital para manter o nível de serviço requerido?
  • Qualidade: Você conhece o sistema de qualidade do fornecedor? Há risco de ter muitos lotes rejeitados, que afetem seu fluxo de materiais?
  • Capacidade: o fornecedor tem a capacidade necessária para atender todos seus clientes? Se há risco neste ponto, você é um cliente prioritário nas entregas?
  • Perda de Fornecedor: Você tem alternativas caso um fornecedor seja afetado por um problema de força maior, como incêndios e outras catástrofes?

2. Problemas de Distribuição

  • Interrupção das rotas: Existem rotas e modais alternativos para entrega ou recebimento de seu material em caso da interrupção de uma rota por qualquer motivo?
  • Distribuidor: Seu distribuidor (ou transportadora) tem a mesma estabilidade financeira e de capacidade necessárias para seus fornecedores?
  • Planos de Contingência: Quais são os planos de contingência dos distribuidores para processos que não estão em seu controle?

3. Outros Problemas Externos

  • Legislação: Existe algum projeto de lei que, caso aprovado, represente um risco ou oportunidade para sua cadeia de suprimento? Como você está se preparando caso esta lei seja aprovada?
  • Cenário Econômico: A sua capacidade de movimentação de materiais e os eventuais planos de expansão são coerentes em relação à situação econômica nacional e internacional? Quais serão os efeitos em caso de mudança brusca desta situação?

4. Problemas Internos

  • Funcionários: Como você poderá dar algum tipo de continuidade à movimentação de materiais em caso de greve? Algum processo seu estará em risco se você perder algum funcionário chave?
  • Equipamentos: Em caso de danos ou perdas em seus equipamentos, haverá alguma interrupção séria em sua capacidade de movimentar e controlar materiais?
  • Tecnologia da Informação: Os sistemas da cadeia de suprimento estão protegidos contra longos períodos fora do ar e perda de dados? Há uma proteção adequada contra ataques de hackers e vírus?
Compartilhe:
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Rec6
  • Google Bookmarks
  • Print
  • Facebook
  • del.icio.us
  • email

Artigos Relacionados:

  1. Melhorias e Risco na Cadeia de Suprimento O site Manufacturing.net publicou uma reportagem sobre a necessidade das empresas se prepararem para desastres, especialmente na cadeia de suprimento,...
  2. Evitando interrupções na cadeia de suprimento Uma pesquisa recente do Aberdeen Group mostrou que uma grande empresa sofreu em média 10 interrupções da cadeia de suprimento...
  3. O Apagão Aéreo – Riscos para a Logística Além do impacto na vida das pessoas, temos que pensar também no gasto que o país tem com a ineficiência...
  4. Planos de Contingência: Prepare-se para o Pior Já pensou o que aconteceria com a movimentação de materiais se houvesse um novo ataque terrorista? Qual o impacto de...
  5. Dificultando a Cadeia de Suprimento de seus Concorrentes Primeiro, para dificultar a cadeia de suprimento de seus concorrentes não é necessário atacá-los diretamente. Minimize seus riscos, e maximize...

Tags: ,



1 Resposta para “Checklist para Análise de Riscos na Cadeia de Suprimento”

  1. Bruno Lombarde

    06. Aug, 2010

    Para manter continuo o fluxo da cadeia de suprimento, todo tempo de check possivel é toleravel. Caso sejam identificados e tratados todos os riscos de operação e de , conseguimos encurtar consideravelmente problemas com o leed time.

Comente este post